O paradoxo da liberdade

Pensando no caminhão de links de canais a respeito de homesteading (que mania essa de fazer listas longas! pra quêêê?), fiquei intrigado: moro em um apartamento em uma área altamente urbanizada. Ainda que cultive certa vontade de ir morar no meio rural, nada indica que isto acontecerá em um curto prazo. Porém, mantive o interesse […]

Read More O paradoxo da liberdade

A colcha de retalhos.

Se “compartilhar” é o mantra destes fragmentos de escritos, é justo que sejam aqui mencionados sites, canais e ouras fontes que sirvam ou tenham servido de inspiração. É interessante perceber como boa parte do que somos constituídos vem exatamente daquilo a que tivemos acesso, sejam leituras, filmes, experiências e – talvez mais potente – pessoas […]

Read More A colcha de retalhos.

Voltamos

Após um hiato sem textos, voltamos à programação em um ritmo intenso, com atualizações constantes e sempre novidades quentinhas. Bem, não. Provavelmente será um post vez que outra, alguma fotografia ou uma reflexão considerada interessante – mas no ritmo de sempre, talvez com anos de intervalo entre uma e outra postagem. Sem pressa. Aliás, como […]

Read More Voltamos

Iôga entre os livros

Uma das primeiras coisas que fizemos no bairro antigo (New Cross Gate, sudeste de Londres, que lembra a Zona Norte de Porto Alegre, mas sobre isso falaremos em outro momento), além de se registrar na clínica médica local, foi fazer a carteirinha da biblioteca. Todos os bairros têm sua biblioteca, que são integradas pela rede […]

Read More Iôga entre os livros

Baixou pra vender

No mercado, muitos produtos que estão para expirar têm seus valores remarcados para serem vendidos o quanto antes do vencimento na etiqueta. Aquele iogurte que custava uma libra pode ser encontrado a 30 centavos; frutas e legumes, que sabemos não ter data exata de validade, também entram no balaio. É costume daqui reduzir para vender, […]

Read More Baixou pra vender

Brincando de fazendinha no parque

Uma grata descoberta dos últimos dias foi uma horta comunitária que fica dentro de um dos parques perto de casa. Não muito longe do centro de Londres, em um espaço que já foi uma planta industrial, são cultivadas diversas hortaliças, legumes e, wow, até produzem mel e ovos! Esses ´malucos’ querem desenvolver e estabelecer uma […]

Read More Brincando de fazendinha no parque

Sem pressa a vida é mais bonita

No antológico filme “Uma giornata particolare”, de Ettore Scola, a personagem vivida por Sophia Loren recebe a visita do vizinho, papel desempenhado por Marcello Mastroianni. Em um misto de atração, receio e curiosidade, com vontade de ficar mais um pouco, após ter-lhe emprestado um livro, o homem sugere que tomem um café. Em seguida, oferece-se […]

Read More Sem pressa a vida é mais bonita